Severa a “Fundadora do Fado” é hoje homenageada pelo Google

 

 

image

 

Ao entrar hoje na homepage do Google em Portugal encontra um Doodle dedicado a Maria “Severa” Onofriana, a cantora portuguesa que é tida como a primeira fadista e que acabou por dar origem ao Fado, género musical de origem lusa e que desde 2011 é considerado pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade

Eternizada apenas como Severa, a fadista era natural de Lisboa, mais concretamente da zona da Mouraria. Nasceu a 26 de julho de 1820 e faleceu a 30 de novembro de 1846, sendo que Júlio Dantas inspirou-se na sua vida boémia para escrever o romance “A Severa”, que data de 1901.

 

Ler mais deste artigo

David Bowie faleceu…!

 

 

 

Obrigado por toda a grande obra que nos deixou

 

DB

 

 

Ler mais deste artigo

Um Pouco De Ritmo

 

 

ATÉ SEMPRE

 

Natalie Cole

 

Ler mais deste artigo

Adeus BB King e obrigado por tudo

 

 

 

 

B. B. King.jpg

 

 

Ler mais deste artigo

Até sempre Manoel de Oliveira

 

 

 

 

Manoel de Oliveira (pronúncia em português europeu mɐnuˈɛɫ doliˈvɐjɾɐ) nasceu na freguesia de Cedofeita na cidade do Porto no seio de uma família da alta burguesia nortenha, com origens na pequena fidalguia. É filho de Francisco José de Oliveira (Mosteiro, Vieira do Minho, 1865 – ?), industrial e primeiro fabricante de lâmpadas em Portugal, e de sua mulher Cândida Ferreira Pinto (Santo Ildefonso, Porto, 13 de abril de 1875 – Porto, 2 de julho de 1947). Seus pais casaram-se na freguesia de Lordelo do Ouro, na cidade do Porto.

Ainda jovem foi para A Guarda, na Galiza, onde frequentou um colégio de jesuítas. Admite ter sido sempre mau aluno. Dedicou-se ao atletismo, tendo sido campeão nacional de salto à vara e atleta do Sport Club do Porto, um clube de elite. Ainda antes dos filmes veio o automobilismo e a vida boémia. Eram habituais as tertúlias no Café Diana, na Póvoa de Varzim, com os amigos José Régio, Agustina Bessa-Luís, Luís Amaro de Oliveira e outros. Cedo é mordido pelo bichinho do cinema.

 

Ler mais deste artigo

Um Pouco De Ritmo

 

 

 

 

Ler mais deste artigo

Um Pouco De Ritmo

 

 

 

 

 

Ler mais deste artigo

Descansa em paz Demis

 

 

 

 

 

Ler mais deste artigo

Adeus Joe Cocker e obrigado por tudo…

 

 

 

Ler mais deste artigo

25 de abril.. Um episódio português…

 

 

 

Frases e momentos para a história

 

https://i1.wp.com/www.jornaldoalgarve.pt/wp-content/uploads/2014/04/abril-25.jpg

 

Madrugada de 25 de Abril de 74, parada da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém:

 

Meus senhores, como todos sabem, há diversas modalidades de Estado. Os estados sociais, os corporativos e o estado a que chegámos. Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegámos! De maneira que, quem quiser vir comigo, vamos para Lisboa e acabamos com isto. Quem for voluntário, sai e forma. Quem não quiser sair, fica aqui!

Ler mais deste artigo

%d bloggers like this: