Polícia inglesa alerta para casos de fraude em sites de relacionamentos amorosos na Internet

 

 

 

 

image

A polícia britânica alertou hoje para os casos de fraude relacionados com os ‘sites’ de relacionamentos amorosos na Internet, divulgando a história de uma mulher que foi burlada em 1,6 milhões de libras (dois milhões de euros).

Segundo as autoridades policiais britânicas, a mulher foi enganada por um homem que conheceu através de uma página na Internet dedicada a encontros amorosos.

 

Ler mais deste artigo

Jogadores profissionais de videojogos vão passar a fazer testes antidoping

 

Alguns jogadores recorrem a medicamentos para aumentar a sua capacidade mental durante os torneios.

 

Não são só os atletas que são submetidos a testes antidoping nas competições. Os jogadores profissionais de videojogos vão passar a realizar análises para determinar se a sua performance nos torneios se deve ou não à utilização de medicamentos.

O anúncio foi feito pela Electronic Sports League (ESL), a liga de desportos electrónicos, e a despistagem de doping vai começar a ser feita em Agosto, no próximo torneio da ESL.

Ler mais deste artigo

Sabia que,vício do jogo online é mais rápido e mais forte “

 

 

 

Há muitos jogadores patológicos que não apostam dinheiro. Mas estão viciados, ainda assim. Muitos são adolescentes.

vicio do jogo online

Começou a trabalhar com jogadores há 12 anos. O seu primeiro doente foi um professor universitário de Matemática. Nessa altura, não se sabia bem “como é que se tratava este tipo de adição”. O docente deixou de jogar. O psicólogo Pedro Filipe Hubert não deixou de lidar com jogadores desde então.

No seu consultório, na Cruz Quebrada, Oeiras, já recebeu “algumas centenas de pessoas”. Começaram por ser adultos com mais idade e poder económico, dos casinos, depois apareceram os jovens adultos com carreiras académicas, gestores, “gente com muita iniciativa”… e viciados nas apostas desportivas online. E mais recentemente juntaram-se os adolescentes, que jogam sem ser a dinheiro, na Internet, mas estão viciados. Excerto de uma conversa sobre algumas das conclusões da tese de doutoramento sobre jogadores patológicos que defendeu em Janeiro.

 

Ler mais deste artigo

KeepMeOut : Controle o seu vicio da internet

 

 

 

Já alguma vez parou para pensar na quantidade de vezes que acede a determinados sites? Alguns dos quais mais do que uma vez no espaço de dez minutos? Procure ajuda junto de um especialista.. ou então use o KeepMeOut.

 

 

KeepMeOut
O KeepMeOut é uma ferramenta online que tem como principal objetivo ajudar os utilizadores a manterem-se longe de um determinado site viciante – seja ele uma rede social, o site para o qual trabalha, um site informativo que não o TeK ou uma página “distrativa”.

A ferramenta funciona de forma simples. Basta introduzir o endereço que pretende manter controlado no número de acessos. Aí será criado uma hiperligação que deve ser adicionada como favorita no browser. O internauta pode ainda dizer quando quer ser avisado – sempre que aceder ao site mais do que uma vez em dez minutos ou em 60 minutos, por exemplo.

 

Ler mais deste artigo

Jovem holandês vende “alma digital” por 350 euros

 

 

 

 

Afinal quanto vale toda a sua vida digital? Quanto valem os emails que envia e recebe, as mensagens que troca através do WhatsApp, todos os dados que possuiu no Facebook e Twitter? Sabe quanto?

 

 

https://i0.wp.com/imgs.sapo.pt/gfx/cd/16/575599.gif

Shawn Buckles é um estudante holandês que decidiu vender a sua “alma digital”, isto é, todos os dados relativos aos serviços digitais. Incluindo todo o seu histórico de navegação Web. Durante o leilão onde o “produto” foi negociado, o jovem conseguiu 350 dólares.

A vida digital Shawn Buckles vai poder manter, a “alma” é que já não vai poder esconder. Por sorte – ou não – quem comprou o pacote de dados informáticos relativos ao holandês foi um meio de comunicação especializado em tecnologias. Dizem que vão usar o caso para alertar as pessoas sobre as questões da privacidade e da partilha de dados online.

 

 

Ler mais deste artigo

Estados emocionais partilhados nas redes sociais são contagiosos

 

 

 

Quando um utilizador do Facebook lamenta a chuva que não para de cair, afeta com o seu "humor" pelo menos um dos seus amigos revela um estudo. A influência é maior se o post for de alegria por um dia de sol.

 

 

Analisando mais de mil milhões de atualizações da rede social criada por Mark Zuckerberg, entre janeiro de 2009 e março de 2012, investigadores da Universidade da Califórnia, nos EUA, concluíram que as mensagens negativas geram outras negativas, enquanto os posts positivos conduzem a outros igualmente otimistas, mas de forma mais influente e contagiante.

Atendendo à grande quantidade de publicações abrangidas, foi usado um programa informático que avaliava o conteúdo emocional de cada mensagem. No teste foi investigada a relação de causalidade, sendo a chuva usada como variável para medir o efeito dos textos.

 

Ler mais deste artigo

Como lidar com um troll da Internet?

 

 

 

Picture

A Internet consegue transformar pessoas aparentemente agradáveis quando as conhece pessoalmente, em horríveis trolls quando estão online. Na gíria da Internet, "troll" designa uma pessoa cujo comportamento tende sistematicamente a destabilizar uma discussão, provocar e enfurecer as pessoas envolvidas nelas. Saiba como lidar com eles.

Ler mais deste artigo

Homem perde 8 milhões de dólares em Bitcoins

 

 

Com o preço da moeda virtual a bater todos os recordes, um britânico lamenta a perda do disco rígido que continha 7500 bitcoins.

 

 

Um britânico descobriu recentemente que tinha deitado para o lixo um disco rígido que continha 7500 Bitcoins. O disco pertencera a um portátil Dell que em 2009 o homem usara para “minar” Bitcoins. Ao preço atual, as 7500 bitcoins armazenadas no disco rígido valem cerca de 8 milhões de dólares (ou 6 milhões de euros).

Ler mais deste artigo

%d bloggers like this: