MEO é ultrapassada pela NOS nos pacotes de serviços de telecomunicações

NOS_MEO-720x480

Pela primeira vez, na história das telecomunicações, a Nos conseguiu fechar um trimestre na liderança no segmento dos pacotes que agregam serviços de TV, Internet fixa, telefone fixo, telemóvel, ou banda larga móvel. Os dados acabam de ser revelados pela Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom) no relatório relativo ao primeiro trimestre de 2017.

«O Grupo NOS registou pela primeira vez a quota de subscritores mais elevada (39,4%), seguindo-se a MEO (39,2%) e a Vodafone (16,4%), que foi o prestador que mais cresceu durante o trimestre em análise. O grupo Apax tinha 5%. Já em termos de receitas, a MEO tinha uma quota de 41,8%, seguindo-se o Grupo NOS com 39,9%, a Vodafone com 14,2% e o grupo APAX tinha 4%», informa um comunicado das reguladoras das telecomunicações.

Ler mais deste artigo

Sabia que a tarifa bi-horária de eletricidade está a penalizar milhares de famílias?

image

O universo de clientes que já passou para o mercado liberalizado, em que os custos de electricidade são fixados livremente pelas empresas fornecedoras, é esmagador, totalizando 4,8 milhões de clientes, contra 1,34 milhões ainda no mercado regulado. Dos que resistem no mercado regulado, cerca de 60% têm tarifas bi-horárias (668 mil) e tri-horárias (107 mil), e os restantes tarifa simples.

As tarifas especiais têm custos mais baratos em determinadas horas, o chamado “período de vazio” (como durante a noite ou ao fim-de-semana), e mais caros durante o resto do tempo, designado como “fora do vazio“.

Ler mais deste artigo

Se gosta de jogos e outros serviços online, tenha cuidado com a fatura que vai ter que pagar

 

 

Os toques polifónicos para telemóveis foram o primeiro grande boom de subscrições inadvertidas. Agora são mais os jogos e os passatempos

tek computador

Recebeu uma fatura do seu operador de telecomunicações com uma subscrição de um jogo online ou um passatempo a que nunca aderiu? Pois, está entre milhares de portugueses a quem isso sucede, confirma a Deco, e o mais provável é ter aderido, ou o seu filho, sem se dar conta – as letras pequenas no fundo da página raramente são lidas pelos consumidores. É possível cancelar o serviço, através da operadora ou diretamente no fornecedor. Mas o mais certo é ter de pagar o período já subscrito.

Ler mais deste artigo

Será que posso pedir indeminização á Meo, Nos,Vodafone e Nowo ?

 

 

Como é do conhecimento público, a ANACOM decidiu impor “medidas corretivas” às operadoras MEO, NOS, Vodafone e NOWO pelo facto de terem aumentado os preços sem avisar os clientes. Tal situação aconteceu após entrada em vigor das novas regras das fidelizações e os clientes nem tiveram a possibilidade de rescindir os seus contratos sem custos associados.

Tendo em conta como tudo foi feito, os clientes podem agora pedir indemnização?

Ler mais deste artigo

Portugueses já não reclamam tanto das compras feitas online

 

 

compras-online

Em 2016, a Direção Geral do Consumidor recebeu 258 reclamações relacionadas com o comércio eletrónico, um número abaixo do verificado no ano anterior, quando chegaram aquela entidade 334 queixas, isto apenas no período de janeiro a outubro.

Registados desde 2010, os valores só se tornaram significativos no ano seguinte, quando foram recebidas 362 reclamações. Em 2012 houve um acréscimo de 7,73%, para as 390 queixas, ainda mais acentuado em 2013, de 50,26%, para as 586.

Ler mais deste artigo

Irá a Microsoft baixar o preço do Windows 10 ?

 

 

Depois de um ano a oferecer a atualização para o Windows 10, a Microsoft passou a cobrar pelo sistema. Em Portugal os preços não são nada simpáticos e o custo influencia também o preço final dos PCs, que trazem já a última versão do sistema operativo instalado.

Mas, segundo informações recentes, o preço da licença do Windows 10 vai baixar para PCs com ecrã inferior a 14,1”.

Ler mais deste artigo

Vodafone: Internet ou as chamadas grátis a 24 e 25 de Dezembro

 

 

natal

O Natal está quase a chegar e as empresas começam a anunciar algumas ofertas para os seus clientes. Se há uns anos atrás no período de Natal as comunicações móveis simplesmente entupiam, hoje em dia é tudo diferente.

Sabia, por exemplo, que nos dias 24 e 25 de Dezembro a Vodafone está a oferecer a Internet ou as comunicações.

Ler mais deste artigo

Um quarto dos produtos do Black Friday não tinha descontos! diz a DECO

 

Black Friday, Desconto do IVA ou Nota 20. Três nomes para a mesma época de descontos que teve o auge no último fim-de-semana de novembro na Fnac, na Rádio Popular e na Worten. As campanhas tinham por pressuposto descontos que poderiam chegar «até 50%» do preço praticado durante o resto do ano, mas segundo a associação de defesa dos consumidores DECO, um quarto dos produtos eletrónicos abrangidos pelas reduções de preços, na verdade, não tinha um preço compensador para o consumidor.

Ler mais deste artigo

Pacotes da MEO e NOS vão ficar mais caros

 

 

 

operadoras

Ao longo das últimas semanas têm surgido algumas noticias relativamente aos aumentos que estão previstos pelas operadoras para os clientes residenciais e também empresariais. A Vodafone já tinha procedido ao aumento do seu pacote base em Agosto e agora é a vez da MEO e da NOS.

Fique a saber quanto ficará mais cara a sua factura.

Ler mais deste artigo

GoodAfter: Supermercado “online” de combate ao desperdício.

 

 

image

GoodAfter.com é o primeiro supermercado português que combate o desperdício alimentar, oferecendo produtos que se encontram perto da data preferencial de consumo. A plataforma, que estará também disponível para o mercado espanhol, comercializa bens alimentares e não-alimentares que se encontram perto do fim da data de consumo preferencial, mas com a total garantia de segurança alimentar e podendo, por isso, ser comercializados a preços mais vantajosos.

Os produtos comercializados no website da GoodAfter.com vão desde bens alimentares, como enlatados e conservas, a produtos não alimentares como champôs, amaciadores, produtos de limpeza, entre outros. Os bens podem ser adquiridos com oportunidades de poupança até 70%, em comparação com os preços praticados nos tradicionais supermercados (online e offline).

%d bloggers like this: